Sessão na Assembleia Legislativa comemora os 10 anos do Programa Todos pela Alfabetização

O Programa Todos pela Alfabetização está completando 10 anos. E para comemorar a data, foi realizada hoje(04), uma sessão especial no plenário da Assembleia Legislativa da Bahia. Nesta década de existência, o Topa já beneficiou mais de 1,5 milhão de pessoas em todo o Estado, graças à parceria do Estado com prefeituras municipais, entidades dos movimentos sociais e sindicais e universidades públicas e institutos de Educação sem fins lucrativos. A sessão foi proposta pela deputada estadual Neusa Cadore, com apoio da Secretaria Estadual de Educação e contou com a presença de estudantes, professores, representantes de movimentos sociais, instituições parceiras e o coordenador de Projetos Especiais do NTE04, Nilson Pereira.

Pelo alcance social, o Topa já conquistou o Prêmio Darcy Ribeiro, concedido anualmente pela Comissão de Educação e Cultura e a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados, para reconhecer instituições ou entidades cujos trabalhos ou ações merecem destaque na defesa e promoção da Educação no Brasil. O programa na Bahia também já conquistou a Medalha Paulo Freire, concedido pelo Ministério da Educação em reconhecimento a experiências exitosas na Educação de jovens e adultos no Brasil.

Na 10ª etapa do programa, cujas aulas começam na segunda-feira (07), foram ofertadas 15 mil vagas, em 112 municípios.

Secretarias da Educação e Administração montam força-tarefa para agilizar processos de aposentadoria

A Secretaria da Educação do Estado juntamente com a Secretaria de Administração do Estado (Saeb), por meio da Superintendência de Previdência (Suprev), montaram uma força-tarefa para agilizar os processos de aposentadoria dos professores e profissionais da Educação. Segundo a Suprev, os servidores estaduais da Educação estão entre os beneficiados pela maior agilidade no trâmite dos processos de aposentadoria no Estado e, graças a esta força-tarefa, foi possível viabilizar, de janeiro a julho deste ano, a publicação de 1.320 atos de aposentadoria apenas dos funcionários da pasta. Este dado representa um acréscimo de 53% em relação à quantidade de benefícios concedidos em 2016, no mesmo período.

A parceria visou atender ao aumento na demanda recebida pela Educação ao longo deste ano. “O esforço é para desburocratizar os processos de aposentadoria que estavam se arrastando, devolvendo aos professores e técnicos da Educação o direito de se aposentar com dignidade”, afirma o Secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro. “Trata-se de um grupo especialmente importante, já que nada menos que 55% das aposentadorias do poder executivo estadual hoje são de funcionários da Educação”, acrescenta Eduardo Matta, diretor de Administração dos Benefícios Previdenciários da Suprev.

Estímulo à permanência
Além do esforço para a redução do passivo de pedidos de aposentadoria, o governo estadual também oferece incentivos aos servidores em condição de se aposentar que tenham interesse em se manter em atividade. É o caso da Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe. Criada em dezembro de 2016, por meio da Lei Estadual 13.595, a bolsa prevê o pagamento de benefícios de R$ 800 a R$ 1.600 para os professores que desejarem permanecer em sala de aula mesmo após atingirem os pré-requisitos para aposentadoria. A iniciativa já conta com a adesão de 883 professores da rede pública estadual dos Ensinos Fundamental e Médio.
Outras pastas
Segundo a Suprev/Saeb, de janeiro a julho de 2017, foram publicados, no Diário Oficial do Estado, 4.100 mil atos de aposentadoria de servidores públicos estaduais. Este número indica um acréscimo de pouco mais de 10% em relação ao volume publicado no mesmo período do ano passado e representa mais de 96% do total de aposentadorias concedidas ao longo do ano inteiro de 2015, quando foram publicados 4.236 atos.
As estatísticas são resultado de uma série de medidas tomadas pelo governo estadual com o objetivo de tornar o processo de concessão de aposentadoria dos servidores mais rápido e eficiente. “Do ano passado para cá, nós conseguimos reduzir de uma média de 30 para 20 dias o período de tempo total de tramitação em nossa Superintendência dos processos de aposentadoria”, informa Eduardo Matta. Entre as medidas que resultaram nessa melhoria, Matta cita, por exemplo, a recomposição da equipe responsável pela atividade, além de um trabalho intensivo de controle da produtividade, com o auxílio das ferramentas de um sistema informatizado.
*Com informações da Ascom/Saeb

Secretaria da Educação realiza nova convocação de aprovados na seleção REDA

A Secretaria da Educação do Estado publicou no Diário Oficial do Estado (DOE), desta quinta-feira (3), uma nova relação de convocados do processo seletivo simplificado em Regime Especial de Direito Administrativo (REDA). Estão sendo convocados 22 aprovados, por ordem de classificação, para as funções de professor da Educação Básica. Para estas funções, também foi feita convocação de 304 aprovados no último sábado (29/7). A convocação do DOE de hoje inclui, ainda, 685 aprovados para a função de técnico nível médio/mediador do Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (EMITec).

Os convocados pelo Diário Oficial desta quinta-feira têm um prazo de 10 dias úteis, a partir de hoje, para comparecer aos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) aos quais pertencem os municípios para quais foram aprovados. É preciso levar uma série de documentos, dentre eles, originais e cópias do CPF, Identidade, certidão de nascimento e de casamento, se for o caso, e da carteira de trabalho.
Nova seleção 
A Secretaria da Educação do Estado também publicou no Diário Oficial desta quinta-feira (3), período de inscrições para o novo processo seletivo simplificado, pelo REDA, para a função temporária de professor da Educação Profissional. São ofertadas 25 vagas para Centros de Educação Profissional nos municípios de Wagner, Arataca, Ipiaú, Prado e Medeiros Neto. A seleção acontecerá em uma única etapa, por avaliação curricular, que levará em conta a experiência profissional e cursos sequenciais de extensão e pós-graduação. A inscrição é gratuita e pode ser feita, via internet, pelo site seleção.ba.gov.br, no período de 14 a 21 de agosto. A remuneração é de R$ 2.814,28, com direito a auxílio refeição e auxílio-transporte, se houver linha cadastrada e regulada pela AGERBA.
20479756_1414576298591829_5965973474259440257_n

Governo baiano convoca quarta turma do programa Partiu Estágio

O Governo do Estado lança nesta quarta-feira (26) a quarta convocação para universitários inscritos no Programa Partiu Estágio. De acordo com a nova lista, 297 estudantes deverão se apresentar ao órgão ou entidade em que irão estagiar, dentro do prazo de dez dias úteis. Desde o lançamento do projeto, em abril deste ano, já foram convocados 4.224 jovens para estagiarem no serviço público. A lista da nova turma está disponível no site da Secretaria da Administração – Saeb.

O programa é uma iniciativa da administração estadual baiana que garante acesso à oportunidades de estágio a jovens universitários de instituições federais, estaduais e privadas da Bahia que ainda não conseguiram se inserir no mercado de trabalho. É prioritário para estudantes inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico) e para aqueles que tenham estudado todo o ensino médio em escola pública ou com bolsa integral na rede privada.

Os integrantes da quarta turma do Partiu Estágio são convocados por meio do e-mail cadastrado no momento de sua inscrição no programa. Para assegurar o estágio no Governo do Estado, é preciso que o estudante apresente a documentação. De acordo com o edital do programa, o estudante que não apresentar a documentação exigida, ou não se apresentar ao órgão ou entidade no prazo estipulado, perderá a vaga de estágio.

Confira abaixo a lista de documentos necessários:

- Comprovante de residência
– Original e cópia da Carteira de Identidade
– Original e cópia do Cadastro de Pessoa Física – CPF
– Original e cópia de carteira de identidade do representante legal ou do termo de guarda expedida por autoridade judicial, se for o caso
– Declaração da instituição de ensino informando o semestre letivo, o turno de estudo, o curso de formação e sua natureza presencial e a conclusão de, no mínimo, 50% do curso
– Comprovante de matrícula e frequência na instituição de ensino
– Declaração própria de que não exerce atividade remunerada em órgão público
– Original e cópia do título de eleitor, se for o caso
– Original e cópia do certificado de reservista, se for o caso
– Carteira de Trabalho e Previdência Social – CTPS
– Comprovação de inscrição no CadÚnico, se for o caso
– Histórico escolar do Ensino Médio
– Declaração da escola em que cursou o ensino médio, como bolsista integral, se for o caso
– E-mail convocatório emitido pelo sistema

Fonte: Ascom – Saeb

ENCCEJA 2017| Exame de certificação estimula jovens e adultos a concluírem os ensinos fundamental e médio

O que é o Encceja?

O Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) é um exame gratuito e de participação voluntária ofertado aos jovens e adultos residentes no Brasil e no Exterior que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos em idade própria.

Constitui-se em um exame para aferir as competências, habilidades e saberes adquiridos no processo escolar ou nos processos formativos. Esses últimos incluem o desenvolvimento na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nos movimentos sociais e organizações da sociedade civil e nas manifestações culturais, entre outros.

A partir deste ano, com a publicação da Portaria nº 468 de 3 de abril de 2017, os resultados do Exame Nacional do Ensino Médio não poderão ser utilizados para fins e certificação do Ensino Médio. Dessa forma, o Encceja passa a ser ofertado para participantes que desejam certificar-se no Ensino Médio e no Ensino Fundamental tanto no Brasil quanto no Exterior. O participante deverá optar pelo nível de Ensino que deseja obter o certificado no momento da inscrição.

Certificação e Declaração de Proficiência do Encceja

A participação no Encceja é voluntária e gratuita, destinada aos jovens e adultos residentes no Brasil e no exterior que não tiveram oportunidade de concluir seus estudos em idade própria.

No Brasil e no exterior, o exame pode ser realizado para solicitar a certificação no nível de conclusão do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. A prova é destinada ao público com no mínimo 15 (quinze) anos completos na data da prova para o Ensino Fundamental. Já para o Ensino Médio, os interessados podem solicitar a certificação desde que tenham no mínimo 18 (dezoito) anos completos na data da prova.

O Exame constitui-se de provas estruturadas da seguinte forma:

a) Para o Ensino Fundamental:

  • Língua Portuguesa, Língua Estrangeira Moderna, Artes, Educação Física e uma proposta de Redação;
  • Matemática;
  • Historia e Geografia;
  • Ciências Naturais.

b) Para o Ensino Médio (apenas para os brasileiros residentes no exterior

  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e uma proposta de Redação;
  • Matemática e suas Tecnologias;
  • Ciências Humanas e suas Tecnologias;
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias.

As áreas do conhecimento foram estabelecidas a partir do currículo da Base Nacional Comum, de acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais (PCN’s).

A emissão dos Documentos Certificadores (Certificado e Declaração de Proficiência) é responsabilidade das Secretarias Estaduais de Educação que firmaram com o Inep o Termo de Adesão ao Encceja Nacional, disponível no Anexo do Edital do Exame.

O participante poderá solicitar o aproveitamento dos resultados de uma ou mais áreas de conhecimento avaliadas em quaisquer edições anteriores do Encceja, do Encceja Exterior e  do Enem, desde que estejam dentro dos critérios estabelecidos nos Editais.

19420436_1400272946687182_1231384787890733100_n

Fonte: http://portal.inep.gov.br/encceja

Foto: Facebook MEC

Governo da Bahia inicia recadastramento de servidores ativos

O Governo da Bahia vai recadastrar 150 mil servidores públicos ativos. O processo acontece entre 17 de julho e 13 de agosto. O recadastramento deve ser feito, exclusivamente, via Internet, através do Portal do Servidor ou diretamente do site www.recadastramento2017.ba.gov.br, utilizando a mesma senha usada para acessar o contracheque online. Aqueles que não efetivarem a atualização cadastral no prazo estabelecido estarão sujeitos a penalidades previstas no capítulo V do Estatuto do Servidor Público do Estado da Bahia (Lei nº 6.677/1994).

O objetivo da ação é a validação dos locais e jornada de trabalho dos servidores, bem como atualizar informações cadastrais dos servidores, a fim de operacionalizar o sistema de recursos humanos do Estado. “Além de balizar informações importantes para os novos gestores da Administração estadual, o resultado deste recadastramento servirá para identificar a existência de possíveis inconformidades, tais como o acúmulo indevido de cargos e a incompatibilidade de horários de trabalho”, explica o secretário da Administração, Edelvino Góes.

O recadastramento contempla, basicamente, o preenchimento de um formulário. O processo é simples e rápido. Alguns campos – alteráveis ou não – já vão aparecer preenchidos na tela, com dados básicos. Os campos em branco, que forem de caráter obrigatório, deverão ser informados pelo servidor, assim como local de trabalho, regime de contratação e jornada de trabalho. Determinadas informações solicitadas no formulário serão específicas para cada secretaria.

Segunda etapa
Na segunda etapa do recadastramento, as Diretorias Administrativas de cada órgão vão cadastrar no sistema os nomes, números de matrículas e e-mails dos chefes imediatos de cada servidor. Já na terceira e última etapa, os chefes indicados pela coordenação de recursos humanos de cada unidade irão validar as informações fornecidas na primeira etapa, confirmando-as ou não. Após a validação, a Corregedoria Geral da Secretaria da Administração do Estado da Bahia (CGR/Saeb) será acionada no sentido de verificar as inconsistências e corrigi-las. Paralelamente, os dados validados ficarão numa base temporária e posteriormente comparados com os dados do Sistema Integrado de Recursos Humanos (SIRH).

O recadastramento de servidores inativos, feito anualmente na modalidade presencial, não tem nenhuma relação com a atualização cadastral de ativos que será realizada pelo Governo a partir do próximo dia 17. Implantado em fevereiro de 2015, através do Decreto nº 15.960, o recadastramento de ativos será realizado a cada dois anos. Neste primeiro processo, 148.281 servidores se recadastram (97,17% do total). Do montante de servidores que não se recadastraram, 310 saíram da folha de pagamento, ou seja, deixaram de receber os vencimentos.

19983809_816400195181500_4022384197145644770_o

Inscrições para cursos do MedioTec na rede estadual terminam hoje

Terminam nesta quinta-feira (20) as inscrições para 2.224 vagas  ofertadas ofertas pela Secretaria da Educação do Estado em 31 cursos da nova modalidade de Educação Profissional e Tecnológica: o MedioTec. Esta oferta é dirigida aos estudantes matriculados no 2º ano ou 3º ano do Ensino Médio, que poderão fazer o curso técnico no turno oposto aos quais fazem o ensino regular. As vagas são para 51 municípios e as inscrições, nos diferentes eixos tecnológicos, ocorrerem, exclusivamente, pelo Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br).

O programa é uma ação do Ministério da Educação, no âmbito do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). O objetivo é proporcionar aos estudantes uma formação profissional e ampliar as chances de inserção no mundo do trabalho, seja com o emprego formal ou por meio do empreendedorismo. Entre os cursos ofertados estão os técnicos em: Agronegócios, Agroecologia, Agroindústria, Administração, Aquicultura, Hospedagem, Guia de Turismo, Teatro, Canto, Dança, Eventos, Cenografia, Instrumento Musical, Agenciamento de Viagem, Pesca, Recursos Pesqueiros, Controle Ambiental, Cozinha, Zootecnia, Computadores, Telecomunicações, Redes de Computadores, Informática, Artesanato, Museologia, Controle Ambiental, Qualidade, Automação Industrial, Produção de Áudio e Vídeo.

O superintendente da Educação Profissional e Tecnológica do Estado, Durval Libânio, destaca que o MedioTec “é uma oportunidade para os alunos que, inicialmente, não optaram pela Educação Profissional, terem uma nova chance após um período de amadurecimento. A oferta possibilita que o aluno tenha uma formação do Ensino Médio aliada ao ensino técnico, abrindo mais perspectivas para o mundo do trabalho”, explica.

Inscrições – O processo seletivo inclui sorteio eletrônico, que ocorre no dia 24 de julho, no qual concorrerão todos os inscritos. Para alguns cursos do eixo tecnológico Produção Cultural e Designer, os primeiros classificados no sorteio eletrônico para o número de vagas ofertadas irão fazer um teste de habilidades específicas, no período de 26/7 a 2/08. No mesmo período está programada a matrícula e entrevistas (quando houver) para todos os cursos. Para tanto, os classificados devem se dirigir aos Centros de Educação Profissional e unidades compartilhadas para os quais se inscreveram. É preciso levar o original do Histórico Escolar ou atestado escolar atualizado; originais e cópias da Cédula de Identidade, do CPF e do comprovante de residência.

19905112_1393956813987111_567774159541175294_n

Secretaria da Educação realiza matrícula para o Programa Todos pela Alfabetização

A Secretaria da Educação do Estado está realizando a matrícula para os estudantes da 10ª etapa do Programa Todos pela Al­fa­be­ti­zação (TOPA). O Topa é voltado para a alfabetização de jovens acima de 15 anos, adultos e idosos. Os interessados devem se dirigir aos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) ou às secretarias municipais de Educação dos 112 municípios que aderiram à 10ª etapa do programa. Para se matricular, basta levar o RG ou CPF. A matrícula segue até o dia 30 de julho. Estão sendo ofertadas 15 mil vagas. As aulas começam no dia 7 de agosto.

TOPA
Criado pelo Governo da Bahia, em 2007, o Programa Todos pela Alfabetização já beneficiou mais de 1,4 milhão de pessoas em todo o Estado, graças à parceria com prefeituras municipais, entidades dos movimentos sociais e sindicais e universidades públicas e institutos de Educação sem fins lucrativos.

Formação
Com a proposta de discutir o planejamento geral das formações e definir a sua abrangência, a Coordenação de Projetos Especiais (COPE) está realizando reunião técnica, nesta terça-feira (18), no auditório da Secretaria da Educação do Estado. Participam representantes das unidades formadoras da 10ª etapa do TOPA: Universidade Estadual da Bahia (UNEB), Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Instituto Educacional do Recôncavo Baiano (IERB) e Instituto Imborés. A reunião visa, ainda, socializar as situações que ocorreram durante as formações da 9ª etapa e dialogar com as unidades formadoras sobre o processo de formação inicial e continuada dos bolsistas.

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, destacou a importância da nova etapa do programa. “A gente está em um processo de reformulação do funcionamento das estruturas e essa é uma delas, uma etapa que estamos completando sempre com a contribuição e a participação de quem está na ponta. O envolvimento desses formadores, a contribuição deles e a pratica ao longo de todos esses anos vão servir muito para aprimorar cada vez mais esse programa exitoso que atingiu marcas significativas e que, além da continuidade, precisamos dar a consequência. Portanto, ninguém melhor do que quem está ponta para nos orientar qual o caminho para que essas pessoas possam ter consequência depois do TOPA”.

“Esta é uma reunião de planejamento com as instituições selecionadas para fazer a formação dos alfabetizadores e dos coordenadores desta etapa do TOPA. Vamos discutir as diretrizes formativas, a abrangência de cada unidade formadora, pois vamos continuar fazendo este trabalho de alfabetização, que é fundamental para o Estado”, explica a coordenadora geral da COPE, Elenir Alves.

Para a coordenadora pedagógica do Instituto Imborés, Ediórgia Cunha, o encontro é muito importante. “Já temos nove anos participando como unidade formadora do TOPA, trabalhando na questão da redução do analfabetismo e é uma satisfação poder colaborar com o processo de transformação social e de mudanças no processo de alfabetização das pessoas”, afirma. Já a coordenadora do Instituto Educacional do Recôncavo Baiano (IERB), Jucenalva Costa, ressalta que “esse alinhamento é muito significativo porque vamos discutir e traçar as nossas metas e reavaliar os trabalhos que já foram realizados e sociabilizar conhecimento”.

20108119_1400437540005705_8589395491863004555_n

Últimos dias de inscrição para cursos do MedioTec na rede estadual

Terminam nesta quinta-feira (20) as inscrições para 2.224 vagas ofertadas ofertas pela Secretaria da Educação do Estado em 31 cursos da nova modalidade de Educação Profissional e Tecnológica: o MedioTec. Esta oferta é dirigida aos estudantes matriculados no 2º ano ou 3º ano do Ensino Médio, que poderão fazer o curso técnico no turno oposto aos quais fazem o ensino regular. As vagas são para 51 municípios e as inscrições, nos diferentes eixos tecnológicos, ocorrerem, exclusivamente, pelo Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br).

O programa é uma ação do Ministério da Educação, no âmbito do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec). O objetivo é proporcionar aos estudantes uma formação profissional e ampliar as chances de inserção no mundo do trabalho, seja com o emprego formal ou por meio do empreendedorismo. Entre os cursos ofertados estão os técnicos em: Agronegócios, Agroecologia, Agroindústria, Administração, Aquicultura, Hospedagem, Guia de Turismo, Teatro, Canto, Dança, Eventos, Cenografia, Instrumento Musical, Agenciamento de Viagem, Pesca, Recursos Pesqueiros, Controle Ambiental, Cozinha, Zootecnia, Computadores, Telecomunicações, Redes de Computadores, Informática, Artesanato, Museologia, Controle Ambiental, Qualidade, Automação Industrial, Produção de Áudio e Vídeo.

O superintendente da Educação Profissional e Tecnológica do Estado, Durval Libânio, destaca que o MedioTec “é uma oportunidade para os alunos que, inicialmente, não optaram pela Educação Profissional, terem uma nova chance após um período de amadurecimento. A oferta possibilita que o aluno tenha uma formação do Ensino Médio aliada ao ensino técnico, abrindo mais perspectivas para o mundo do trabalho”, explica.

Inscrições – O processo seletivo inclui sorteio eletrônico, que ocorre no dia 24 de julho, no qual concorrerão todos os inscritos. Para alguns cursos do eixo tecnológico Produção Cultural e Designer, os primeiros classificados no sorteio eletrônico para o número de vagas ofertadas irão fazer um teste de habilidades específicas, no período de 26/7 a 2/08. No mesmo período está programada a matrícula e entrevistas (quando houver) para todos os cursos. Para tanto, os classificados devem se dirigir aos Centros de Educação Profissional e unidades compartilhadas para os quais se inscreveram. É preciso levar o original do Histórico Escolar ou atestado escolar atualizado; originais e cópias da Cédula de Identidade, do CPF e do comprovante de residência.

19894753_1393950393987753_7205457059771303051_n

Últimos dias de matrícula para cursos técnicos na rede estadual

Os interessados em fazer um curso técnico de nível médio na rede estadual têm até segunda-feira (10) para fazer a matrícula. A Secretaria da Educação do Estado está ofertando mais de 9 mil vagas divididas em 30 cursos. Destas vagas, 4.815 são para o Proeja Médio, ou seja, direcionadas para maiores de 18 anos que concluíram o Ensino Fundamental 2 e 4.722 são exclusivas para os estudantes que concorreram ao sorteio eletrônico realizado pela Secretaria da Educação do Estado, no último mês de janeiro, e que estão no cadastro de reserva.
Para o Proeja Médio estão sendo ofertados cursos como os de Técnico em Meio Ambiente, Administração, Segurança do Trabalho, Informática, Química, Análises Clínicas, Eletromecânica, Logística, Agroindústria, Manutenção e Suporte em Informática, Enfermagem, Alimentos e Edificações. Estes cursos têm a duração de dois anos e meio e, para se matricular, o interessado deve se dirigir a um dos Centros de Educação Profissional ou unidades compartilhadas que estejam com ofertas de vagas. Já para a  modalidade PROSUB, os convocados devem se dirigir aos Centros e unidades escolares e apresentar a documentação exigida.
Regime de Alternância
Uma das novidades da oferta é o curso técnico em Agroecologia  para o Centro Territorial de Educação Profissional (CETEP) Chapada Diamantina, no município de Wagner; para o CETEP do Campo Milton Santos, em Arataca; para o anexo do CETEP do Extremo Sul, em Teixeira de Freitas; para o anexo do CETEP do Extremo Sul, em Prado, no regime de alternância. Pelo regime de alternância, o estudante passará parte do tempo presencial na unidade escolar e parte na comunidade onde vive. Estas vagas são destinadas, prioritariamente, a pessoas que desenvolvam atividades no campo, tais como: Agricultura, Pecuária, Beneficiamento, Comercialização, Artesanato, Turismo Rural, Agroindústria e ocupações rurais não agrícolas (ORNA), que se inscreveram no sorteio eletrônico, realizado no mês de junho, e que passam por processo seletivo.
Ainda estão sendo ofertadas 35 vagas para a modalidade Proeja Fundamental 1, para o curso de qualificação com Administração, para o CETEP Litoral Sul 2, em Itabuna. Este curso tem duração de dois anos e, com a elevação de escolaridade, o estudante conclui o Ensino Fundamental e pode prosseguir os estudos fazendo um curso técnico de nível médio.
Matrícula
Para a matrícula, os interessados devem se dirigir à unidade que desejam realizar o curso, portando RG (original e cópia), CPF (original e cópia), comprovante de residência (original e cópia) e Histórico Escolar (original).
19748609_1390201281029331_7432917872534957861_n