Eleições para o Colegiado Escolar

O colegiado escolar é um conselho formado pelo gestor, professores, funcionários, estudantes, pais, mães ou responsáveis pelos estudantes e o representante da comunidade local, por meio de eleição direta e secreta envolvendo todas as pessoas da escola. O colegiado tem mandato de dois anos e se reúnem mensalmente para colaborar com a melhoria da escola.

Isto significa que o colegiado pode discutir o processo e os resultados da aprendizagem obtida pelos estudantes, aconselhar ou apoiar a equipe gestora nas questões pedagógicas e administrativo-financeiras, acompanhar e avaliar as ações e projetos desenvolvidos pela escola, além de ser essencial na mobilização, principalmente, de outros estudantes e das famílias para assumir a educação como um bem familiar e social.

Quando o colegiado participa efetivamente da gestão escolar amplia-se o diálogo com a comunidade, combate-se as práticas autoritárias, cria-se variadas oportunidades de fortalecer o vínculo e integração entre a escola, a sociedade e o território, convergindo para a contextualização de um currículo escolar focado no sucesso do estudante como cidadão.

colegiado02300x300

Provas da seleção REDA na Educação serão realizadas no dia 7 de maio

A Secretaria da Educação do Estado adiou para o dia 7 de maio a aplicação das provas para o Processo Seletivo Simplificado visando a contratação, por meio do Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), de professores e profissionais da Educação. As provas estavam previstas para este domingo (9). Os locais das provas serão informados no cartão de convocação do candidato, disponibilizado no site
De acordo com a portaria publicada, nesta quinta-feira (6), no Diário Oficial, as provas serão aplicadas no turno matutino, das 8h às 12h, para as funções de professor da Educação Profissional, preceptor de estágio Enfermagem, técnico de Atendimento Educacional Especializado, tradutor/Interprete de Libras, cuidador educacional, braillista, instrutor de Libras, professor, por segmento da Educação e o do técnico de nível médio/mediador. No turno vespertino, das 14h às 18h, serão realizadas as provas para professor da Educação Básica, da Educação Básica no Campo e Professor Indígena.
Vagas
A seleção visa a contratação de 2.483 professores da Educação Básica, Educação no Campo e mais 215 vagas para professor Indígena. O processo seletivo também envolve 961 vagas para a função de técnico de nível médio/mediador para o Ensino Médio com Intermediação Tecnológica (Emitec).
São ofertadas, ainda, 519 vagas destinadas a professores da Educação Profissional e Tecnológica e 211 vagas iniciais para professor substituto da Educação Básica. São mais 157 vagas para preceptor de estágio de Enfermagem das unidades da Educação Profissional e Tecnológica e mais 655 vagas da Educação Especial, destinadas a técnicos de atendimento educacional especializado, tradutor/intérprete de Libras, cuidador educacional, braillista e instrutor de Libras.
18033341_1314722975243829_377412187412695733_n

Eleições para o Colegiado Escolar

Com o objetivo de estimular a participação dos pais e responsáveis nas escolas, fortalecendo a educação pública, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia realiza, de 8 a 12 de maio, as eleições para o Colegiado Escolar. Para participar da eleição, pais, mães e responsáveis devem se dirigir às unidades escolares onde seus filhos estão matriculados. As escolas já têm a lista dos votantes e as urnas serão instaladas para a votação nos três turnos.

Além dos pais, mães e responsáveis, o colegiado é composto, também, por estudantes, professores e funcionários. Há, ainda, representação garantida do diretor da escola. Todos os segmentos têm direito a voto. “O Colegiado é extremamente importante porque, através dele, todos os segmentos podem dar sugestões, acompanhar e fiscalizar as ações pedagógicas e administrativas da escola. Inclusive, é uma forma de os pais estarem mais presentes no dia a dia da escola onde seus filhos estudam, podendo, portanto, contribuir com a direção da escola, fortalecer a gestão e, consequentemente, a Educação”, afirma o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

Para garantir a maior participação possível dos segmentos, a Secretaria, por meio dos Núcleos Territoriais de Educação, tem promovido debates, encontros e reuniões com a comunidade escolar e um dos objetivos foi incentivar os interessados a se inscreverem para disputar o pleito.

18222284_1325680040814789_7865798223140267687_n

Coordenadores pedagógicos são convocados para atuação nas escolas

A Secretaria da Educação do Estado está convocando os coordenadores pedagógicos que estão fora das escolas para retornar às unidades escolares. A ação faz parte das ações adotadas pela Secretaria para a implantação de uma coordenação pedagógica em cada colégio da rede, até o final de 2017. Os coordenadores pedagógicos que estão nesta situação, com exceção para os educadores investidos em cargo de comissão, têm até o dia 10 de maio para formalizar requerimento de remoção, manifestando opções pelas escolas disponíveis e indicadas pela Secretaria para a atuação.

“Esta iniciativa busca fortalecer o eixo pedagógico das nossas escolas. Precisamos cuidar do professor e do mais importante a ser alcançado que é o estudante. E isto se faz com o pedagógico. A Tecnologia é importante, mas é ferramenta, é acessório. Já a pedagogia não pode ser uma agenda, um livro, um papel. Toda escola com coordenação pedagógica, como propulsor de transformação, é o desafio pautado para toda a Secretaria da Educação”, afirma o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

Os coordenadores pedagógicos devem protocolar o requerimento na sede do Núcleo Territorial de Educação (NTE) de seu exercício, onde indicará três unidades e os municípios de interesse para a remoção. Para os preenchimentos das vagas serão observados critérios de classificação presentes na Portaria nº 2675/2017, do último dia 21 de abril. É importante ressaltar que a remoção independe de autorização ou conhecimento do superior hierárquico da unidade e os casos de omissão serão resolvidos pela Superintendência de Recursos Humanos da Secretaria da Educação do Estado.

dsc0001

Educadores e gestores escolares agora têm até o dia 07 de maio para participar do Formacenso

Professores, coordenadores pedagógicos e gestores das unidades escolares da rede estadual de ensino agora têm até o dia 07 de maio para participar do Censo da Formação dos Profissionais da Educação Básica (Formacenso). A iniciativa da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, realizada pelo Instituto Anísio Teixeira (IAT), busca valorizar os profissionais da educação básica, promovendo uma consulta sobre o interesse de participação em processos de formação, com o objetivo de subsidiar a oferta de cursos a serem realizados pelo IAT. O formulário é online e está disponível no endereço formacenso.educacao.ba.gov.br.

De acordo com o diretor-geral do IAT, Severiano Alves, o Formacenso é o primeiro passo para a execução do Plano de Formação e Desenvolvimento dos Profissionais da Educação Básica, proposto pelo Instituto em articulação com a Superintendência de Políticas para a Educação Básica (Suped). “Precisamos ter um levantamento da real necessidade da rede estadual e, também, dos desejos dos educadores e gestores para o seu plano de carreira. Com a demanda dos profissionais nas mãos, podemos planejar e ofertar cursos de formação continuada”, afirmou Severiano.

A diretora de Formação e Experimentação Educacional, Daday Sales, ressaltou a importância do Formacenso para o processo formativo dos educadores. “Para as ofertas de formação continuada é preciso considerar a formação, a atuação e o interesse dos profissionais que serão atendidos. Com o Formacenso, teremos essas informações atualizadas, o que nos dará melhores condições de planejar a atualização da formação acadêmica, aperfeiçoamento profissional e pedagógico. A Secretaria, por meio do IAT, poderá, dessa forma, promover ofertas que vão ao encontro das expectativas e das necessidades de formação continuada de sua rede e são significativas para os seus profissionais, na perspectiva de assim melhorar a qualidade do ensino e da aprendizagem”, disse Daday.

Plano de Formação dos Profissionais da Educação
O Plano de Formação tem como objetivo contribuir com o cumprimento da meta 16 dos planos nacional e estadual de educação, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação e o decreto Nº 8.752, que trata da Política Nacional de Formação dos Profissionais da Educação Básica, garantindo a melhoria da qualidade da educação básica. O Plano de Formação e Desenvolvimento dos Profissionais da Educação Básica contempla três programas, interdependente e complementares: o de Formação e Desenvolvimento dos profissionais da educação, o de Tecnologias e Mídias Educacionais e o de Pesquisa Inovação Pedagógica, todos desenvolvidos pelo Instituto Anísio Teixeira.

Link para oformulário: http://formacenso.educacao.ba.gov.br/

fmc-a3-v4

Abertas inscrições para a 7ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia abriu, nesta terça-feira (2), as inscrições para a 7ª Feira de Ciências, Empreendedorismo e Inovação da Bahia (FECIBA). Até o próximo dia 31 de maio, gestores, professores e coordenadores pedagógicos da rede estadual deverão aderir ao evento, que será realizado em 2018, por meio do formulário disponível.

“A FECIBA é uma das iniciativas, por meio da qual, estamos estimulando os nossos estudantes no estudo das Ciências e no interesse pela pesquisa científica, fazendo com que despertem para suas vocações e revelem suas capacidades criativas. É, sobretudo, um momento em que os alunos apresentam o resultado dos projetos desenvolvidos em sala de aula, orientados pelos professores, que têm relação com os lugares onde eles vivem e que, geralmente, apresentam soluções para problemas vivenciados pelas suas comunidades”, destaca o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

Uma das novidades para a 7ª FECIBA é a premiação com Bolsa de Iniciação Científica Junior do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) para os 22 primeiros colocados. Uma das etapas da FECIBA é a realização das Feiras Escolares de Ciências, Matemática e Empreendedorismo, que deverão ocorrer de 1º de agosto e 30 de setembro deste ano. Todos os estudantes poderão participar das feiras escolares independente da série, mas só os projetos dos estudantes do Ensino Fundamental e até o 2º ano do Ensino Médio poderão ser submetidos à FECIBA, tendo em vista que a 7ª edição será realizada no próximo ano letivo.

Na 7ª FECIBA, a modalidade Empreendedorismo também será ampliada, segundo destaca a coordenadora do Programa Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado, Shirley Costa. “Com isto, teremos a perspectiva do envolvimento da construção de conhecimentos, a partir dos aspectos econômicos das regiões onde as escolas estão inseridas. A nossa expectativa é que, com isto, iremos atrair muitos novos projetos voltados ao Empreendedorismo”, afirma.

Para isto, a Secretaria da Educação está fazendo parcerias com instituições que trabalham com o Empreendedorismo na Educação, como é o caso do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), para a realização de oficinas e palestras sobre o tema no próprio SEBRAE e durante a 6ª FECIBA, que acontece no segundo semestre deste ano.

18198593_1325103964205730_1730364338566858101_n
https://docs.google.com/forms/d/1a-YnMThZpyYplFTcyu4tBtqSc5Wq_cVlItL8D8Oth1I/prefill < Formulário de inscrição

Estado concederá três mil bolsas permanência para professores prestes a se aposentar

Os professores da rede estadual que já completaram as exigências para a aposentadoria voluntária, com efetiva regência de classe dos Ensinos Fundamental e Médio, que estejam interessados na ‘Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe’ já devem se dirigir ao SAC Educação, às sedes dos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) ou às escolas em que lecionam para formalizar o pedido. As normativas sobre o procedimento foram divulgadas, nesta quinta-feira (27), no Diário Oficial pela Secretaria da Educação do Estado, por meio de Portaria. Para dar entrada no pedido, o professor deve preencher a documentação disponível, em anexo à Portaria.
Ao todo são três mil bolsas, com valores de R$ 800 e R$ 1.600, para os professores com carga horária de 20 e 40 horas, respectivamente. Para o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, “a Bolsa de Estímulo à Permanência em Atividade de Classe é uma iniciativa que reflete os esforços empreendidos pelo Governo do Estado para melhorar a educação pública. Afinal, estamos tratando de professores com larga experiência, profissionais que dedicaram suas vidas à escola e que, portanto, podem optar em continuar contribuindo com a educação e com a formação dos nossos estudantes”, avalia.
A Portaria também divulga o quantitativo de bolsas por unidade escolar e disciplina, para que os professores possam dar entrada na solicitação do benefício. A Bolsa de Estímulo à Permanência será paga pela Secretaria da Educação do Estado, mensalmente e exclusivamente durante o ano letivo, e serão levadas em consideração, ainda, áreas do conhecimento em que haja carência de docentes na rede estadual.
Pré-requisitos
Para ser beneficiado, o professor deverá atender a requisitos, como ter completado as exigências para a aposentadoria; estar lotado em uma unidade escolar e ter optado por permanecer em efetiva regência de classe. O benefício será pago por dois anos, prorrogáveis por mais dois, e sobre ele não incidirá contribuição previdenciária. Também não poderá ser utilizado para cálculo de aposentadoria e pensão.
Poderão ser contemplados servidores que obtiverem desempenho individual satisfatório e que não possuem em seus registros funcionais mais de seis faltas injustificadas no ano letivo imediatamente anterior ao do início da percepção da vantagem. O desempenho individual será aferido pelo chefe imediato do servidor interessado em perceber o benefício e comprovado mediante certidão específica. Aquele que exercer as suas atribuições em mais de uma unidade escolar da Rede Estadual de Ensino deverá ser avaliado em ambas as unidades.
O setor de Recursos Humanos da Secretaria da Educação apreciará os pedidos, para a publicação dos contemplados por meio do Diário Oficial do Estado.
myla02

Servidor, inscreva-se para o Prêmio Boas Práticas

Estão abertas as inscrições para o Prêmio de Boas Práticas, que reconhece projetos ou iniciativas voltados à melhoria do ambiente de trabalho. Este ano, o Dia Você Servidor será dedicado exclusivamente à nona edição do prêmio por conta da Lei n° 13.716, sancionada no dia 14 de março, que flexibiliza a periodicidade dos prêmios de valorização promovidos pela Secretaria da Administração (Saeb) – o de Boas Práticas e o Servidor Cidadão – que a partir de agora serão realizados alternadamente.
A decisão da Saeb, responsável pelo Dia Você Servidor, em dedicar o evento deste ano ao Prêmio de Boas Práticas, tem como principal objetivo dar maior visibilidade aos servidores que desenvolvem projetos com foco na economicidade, melhoria do trabalho e dos serviços públicos prestados pelo Estado. A ação é promovida pela Saeb, por meio da Diretoria de Valorização e Desenvolvimento de Pessoas (DDE/SRH) e aceita participação de servidores dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, além do Ministério Público da Bahia (MP/BA) e Defensoria Pública da Bahia (DPE/BA).

Secretaria da Educação convoca coordenadores pedagógicos para atuação nas escolas

Com o objetivo de fortalecer o eixo pedagógico nas escolas, a Secretaria da Educação do Estado está convocando os coordenadores pedagógicos que estão fora das escolas para retornar às unidades escolares. A decisão foi publicada no Diário Oficial da sexta-feira (21) e faz parte das ações adotadas pela Secretaria para a implantação de uma coordenação pedagógica em cada colégio da rede, até o final de 2017.

“Precisamos cuidar do professor e do mais importante a ser alcançado que é o estudante. A Tecnologia é importante, mas é ferramenta, é acessório. Já a pedagogia não pode ser uma agenda, um livro, um papel. Toda escola com coordenação pedagógica, como propulsor de transformação, é o desafio pautado para toda a Secretaria da Educação, que se coloca como ferramenta, como apoio”, destaca o secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro.

http://educadores.educacao.ba.gov.br/sites/default/files/private/midiateca/documentos/2017/revogacao-de-portariaac-1.pdf

http://educadores.educacao.ba.gov.br/sites/default/files/private/midiateca/documentos/2017/anexo-unico-1.pdf

De acordo com a Portaria nº 2675/2017, todos os coordenadores pedagógicos que estejam atuando fora da unidade escolar, com exceção para os educadores investidos em cargo de comissão, devem formalizar requerimento de remoção até o dia 3 de maio, manifestando opções pelas escolas disponíveis e indicadas pela Secretaria para a atuação. Os coordenadores pedagógicos devem protocolar o requerimento na sede do Núcleo Territorial de Educação (NTE) de seu exercício, onde indicará três unidades e os municípios de interesse para a remoção.

Para os preenchimentos das vagas serão observados critérios de classificação presentes na Portaria nº 2675/2017. É importante ressaltar que a remoção independe de autorização ou conhecimento do superior hierárquico da unidade e os casos de omissão serão resolvidos pela Superintendência de Recursos Humanos da Secretaria da Educação do Estado.

escola2

Estudantes de Valente desenvolvem projeto que estimula ações sustentáveis

Qual a relação econômica, política e cultural da sociedade com o Meio Ambiente? A questão, debatida em sala de aula, é o ponto de partida para o projeto “Sociologia em Ação: Sociedade e Meio Ambiente”, desenvolvido por  estudantes do 3º ano do Colégio Estadual César Borges, em Valente (a 238 km de Salvador), no Nordeste da Bahia. Com o projeto, os estudantes abordam a relação do homem com a natureza e a necessidade da adoção de atitudes sustentáveis no cotidiano, socializando os conhecimentos com a comunidade escolar por meio de distintas linguagens, a exemplo do teatro.

O estudante Adenilton Araújo, 16 anos, fala que o envolvimento no projeto despertou sua consciência e o interesse pela temática. “O projeto é um incentivo incrível e uma experiência muito interessante, porque trabalhamos os problemas ligados, por exemplo, à poluição atmosférica, aquática e terrestre e ao desmatamento. Não só apontamos a problemática, como trazemos soluções, como o reflorestamento feito pelas empresas, que teriam que plantar duas árvores para cada uma derrubada. É um projeto, realmente, muito interessante que mostra que a relação do ser humano com o Meio Ambiente varia de acordo com o momento histórico e o contexto cultural em que vivemos”.
A colega Irgne dos Santos, 17 anos, também destaca a importância do projeto e a participação de toda a comunidade escolar. “Esse trabalho é muito interessante e necessário porque nos desperta para a necessidade de evitarmos ações que destroem o Meio Ambiente e trazem sérias consequências para o ser humano, a flora e a fauna. O que mais me chamou a atenção no projeto é que existem soluções para problemas ambientais, como poluição e desmatamento”, reflete.
Temas como crise alimentar e sustentabilidade; globalização e produção de alimentos; valorização da Agricultura Familiar; Chico Mendes e a luta dos seringueiros; Reforma Agrária e legislação ambiental (Lei nº 6938/81) serviram de base para as discussões entre as duas turmas de 3º ano da unidade escolar e a professora de Sociologia e Língua Inglesa, Suzete Lopes.
A educadora explica que o projeto “Sociologia em Ação: Sociedade e Meio Ambiente” contribui para que os estudantes compreendam os aspectos sociais dos conflitos ambientais. “Os conflitos ambientais surgem a partir da relação econômica, política e cultural da sociedade capitalista com o Meio Ambiente, que se desenvolvem entre a expectativa de lucro do agronegócio e as ações estatais para promover distribuição de alimentos”, pontua.
nte04