Mais Futuro entra na última semana de inscrições para universitários

Os estudantes das quatro universidades estaduais interessados em participar do novo programa do Governo do Estado, o Mais Futuro, devem ficar atentos, pois termina na próxima sexta-feira (31) o prazo para inscrição pelo site. São oferecidos estágio e auxílio permanência para estudantes de baixa renda participantes do CadÚnico. O auxílio terá valor de R$ 300 ou R$ 600 mensais.

O primeiro valor é destinado a universitários que estudam a até 100 quilômetros da sua cidade de origem. Já o segundo é para aqueles que moram em cidades a mais de 100 quilômetros de distância do campus onde estão matriculados. Estando dentro do perfil do programa, o estudante poderá receber o auxílio desde o primeiro semestre até completar dois terços do curso.

No terço final da graduação, os beneficiários terão a opção e prioridade para ingressar em vagas de estágio de nível superior ofertadas por órgãos e secretarias do Governo do Estado. Os estudantes que já estão na fase final do curso e atendem os critérios também podem ingressar no programa, já na fase do estágio.

Fonte: Secom

programa-mais-futuro0

Estudantes do Território do Sisal apresentam projeto na maior Feira de Ciências e Engenharia do país

As estudantes da rede Estadual do município de Valente, estão participando da 15º mostra de projetos da Feira Brasileira de Ciências e Tecnologia – FEBRACE que teve inicio hoje (20) e vai até o dia 27/03 na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). As produções serão compartilhadas com outros estudantes e profissionais das áreas das Ciências e Engenharia de diferentes regiões do Brasil. A Feira Brasileira de Ciências e Engenharia é um movimento nacional de estímulo ao jovem cientista e à cultura investigativa, que vem, desde 2003, descobrindo novos talentos, gerando oportunidades de inovação e empreendedorismo no Brasil.

Dentre os Projetos selecionados está o “Voice Amplifier: Amplificador de voz de baixo custo, para professores da rede pública de ensino”, feito a partir de sucatas de diversos aparelhos eletrônicos, utilizados como base para a criação de um sistema de transmissão da voz do professor, via frequência de FM com ondas de curto alcance. O amplificador aumenta o sinal vocal e, ao mesmo tempo, permite a mobilidade necessária do docente no ambiente da sala de aula, assim, evitando problemas futuros como nódulos, pólipos, úlceras, laringite, paralisia das cordas vocais e outras disfonias ocupacionais. O projeto foi desenvolvido pelas estudantes Ilana Macêdo de Jesus e Laíce Araújo Lopes, do Colégio Estadual Cesar Borges do município de Valente, com orientação da professora Cristiane Maria de Freitas Ribeiro e coorientador Glaibson Santos Oliveira.

febrace

Terminam hoje (13) as inscrições para processo seletivo da Educação

Terminam hoje (13/3), o período de inscrições para o processo Seletivo Simplificado para contratação de pessoal, por tempo determinado, em Regime Especial de Direito Administrativo (REDA), para as funções de professor da Educação Profissional e de preceptor de estágio de Enfermagem das unidades escolares da rede estadual, conforme edital nº 006/2017.

Também hoje terminam as inscrição para o processo seletivo, via REDA, para as funções de apoio administrativo, técnico pedagógico a discentes com deficiência das unidades escolares, relacionadas ao edital Nº 007/2017 e para a função de professor para vagas temporárias decorrentes dos afastamentos dos professores titulares das unidades escolares, conforme o edital nº 008/2017.

Das vagas

São ofertadas 519 vagas destinadas a professores da Educação Profissional e Tecnológica e 211 vagas iniciais para professor substituto da Educação Básica. São mais 157 vagas para preceptor de estágio de Enfermagem das unidades da Educação Profissional e Tecnológica da rede estadual e mais 655 vagas da Educação Especial, destinadas a Técnicos de Atendimento Educacional Especializado, Tradutor/Intérprete de Libras, Cuidador Educacional, Braillista e Instrutor de Libras.

16864158_1260649763984484_5830180450708076133_n

Secretaria divulga diretrizes para eleição dos colegiados escolares

As escolas da rede pública estadual de ensino já podem iniciar a mobilização dos membros da comunidade escolar para participar da gestão da escola. Trata-se da eleição do Colegiado Escolar biênio 2017/2019, que será realizada nas escolas, no período de 8 a 12 de maio. Nesta quinta-feira (8/3), foram divulgadas no Diário Oficial do Estado, as diretrizes e os procedimentos básicos para o processo eletivo do Colegiado Escolar nas unidades de ensino.

O Colegiado Escolar tem a função de promover a participação e acompanhamento das ações pedagógicas, administrativas e financeiras da escola. Ele é composto pelo diretor da escola e representantes de professores, funcionários, estudantes, pais, mães ou responsáveis.

De acordo com a Coordenadora de Articulação dos Núcleos Territoriais de Educação da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Andréa Liger, em relação aos familiares, para participar do colegiado, os interessados devem entrar em contato com a direção da escola e se informar sobre os procedimentos. “Já estamos preparando a equipe técnica que vai realizar a formação dos gestores escolares, por meio de encontros, em todos os NTEs, com o objetivo de formar as Comissões Eleitorais Escolares”, destaca.

A coordenadora também informa que, a partir dessa formação com os gestores das unidades de ensino, serão realizadas as atividades nas escolas para a eleição. “A importância dessa ação é a possibilidade que toda a comunidade escolar tem de se fazer representada nos processos decisórios da escola e a possibilidade de colaborar para a melhoria da qualidade da escola pública”, conclui a coordenadora.

colegiado-nova

Secretaria inscreve professores para curso de Educação Científica

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia abriu, nesta terça-feira (7), as inscrições para o curso “Ciência na Escola: Repensando a Prática de Ciência no Ensino Médio”. O curso é voltado para professores do Ensino Médio, cujas escolas aderiram ao projeto Ciência na Escola, da Secretaria da Educação do Estado. O objetivo da formação é fortalecer a Educação Científica na Educação Básica, por meio da promoção de projetos de pesquisa a serem desenvolvidos por estudantes e orientados por professores. As inscrições podem ser realizadas, até 20 de março, pelo Portal da Educação.

>> Faça aqui a sua inscrição

As aulas acontecem de 3 de abril a 30 de novembro deste ano. São ofertadas 1.080 vagas em todo o Estado, 40 por Territórios de Identidade. O resultado será divulgado no dia 23 de março, no Portal da Educação. O curso, com carga horária de 80h, será dividido entre aulas presenciais e à distância. As aulas presenciais serão realizadas nas sedes dos 27 Núcleos Territoriais de Educação (NTE) e as demais, pelo ambiente virtual do Instituto Anísio Teixeira (IAT). Um dos principais desdobramentos que se espera da formação é a apresentação de projetos de iniciação científica dos estudantes na Feira de Empreendedorismo, Ciência e Inovação da Bahia (FECIBA).

Podem participar docentes com carreira do magistério público do Ensino Médio do Estado da Bahia e que possuem formação acadêmica específica nas áreas de Ciência da Natureza (Física, Química, Biologia e Ciências) e Ciências Humanas (Geografia, História, Sociologia e Filosofia). Além de atuar em alguma escola que aderiu ao Projeto Ciência na Escola, o candidato deve ter disponibilidade para viagens.

A formação visa, ainda, fortalecer os currículos das escolas estaduais por meio da Educação Científica e Empreendedora, Inovações Tecnológicas e a valorização dos docentes, conforme explica a coordenadora geral do Programa Ciência na Escola, Shirley Costa. “Com esta formação, os professores terão os meios necessários para motivar e despertar nos estudantes a curiosidade em identificar e buscar soluções para os problemas de suas comunidades locais”, destaca.

Rui anuncia editais de programa de bolsa e estágio para universitários

Com o objetivo de promover a permanência e melhora do desempenho dos estudantes das universidades estaduais baianas, o Governo do Estado lança o edital do Programa Mais Futuro nesta terça-feira (7). O anúncio foi feito pelo governador Rui Costa durante transmissão ao vivo, pelo Facebook (facebook.com/ruicostaoficial), do programa ‘Digaí, Governador!’. “O Mais Futuro é um programa de assistência estudantil para garantir a permanência do estudantes nas universidades da Bahia, com o apoio do Governo do Estado”, afirmou Rui.

A iniciativa, que integra o Programa Educar Para Transformar, tem como meta beneficiar nove mil estudantes universitários em condições de vulnerabilidade socioeconômica. Eles terão acesso a auxílio financeiro para dar continuidade aos estudos e evitar o abandono do curso superior por falta de condições de concluir a graduação. Segundo o governador, o Mais Futuro é um grande passo para a educação superior pública no estado e terá um investimento de cerca de R$ 50 milhões até o fim de 2018.

>> Leia o Edital de estágio.pdf

De acordo com o edital, que estará disponível no Diário Oficial do Estado (DOE), os estudantes universitários terão até 31 de março para fazer as inscrições. O auxílio terá valor de R$ 300 ou R$ 600 mensais. O primeiro valor é destinado a universitários que estudam a até 100 quilômetros da sua cidade de origem. Já o segundo é para aqueles que moram em cidades a mais de 100 quilômetros de distância do campus onde estão matriculados. Estando dentro do perfil do programa, o estudante poderá receber o auxílio desde o primeiro semestre até completar 2/3 (dois terços) do curso.

“Esta iniciativa beneficia aqueles estudantes que mais precisam de políticas públicas para garantir sua permanência na universidade, o acesso ao estágio e a conclusão do ensino superior”, explicou o secretário estadual da Educação, Walter Pinheiro. As quatro universidades públicas do Estado – Universidade do Estado da Bahia (Uneb), Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs), Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) e Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia(Uesb) – serão contempladas pelo programa.

Como participar
Para participar, o estudante deverá manifestar formalmente o interesse por meio da página do programa na internet. Depois desse passo, eles serão cadastrados pelas unidades de ensino, apresentando a documentação exigida. O pagamento das bolsas será feito diretamente ao próprio estudante, através de cartão, em conta bancária criada exclusivamente com essa finalidade.

No terço final da graduação, os beneficiários terão a opção e prioridade para ingressar em vagas de estágio de nível superior ofertadas por órgãos e secretarias do Governo do Estado. Os estudantes que já estão na fase final do curso e atendem os critérios também podem ingressar no programa, já na fase do Estágio.

Critérios
Entre os critérios para participar do Programa Mais Futuro estão: ter registro atualizado no Cadastro Centralizado de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico); não possuir vínculo empregatício e não ter concluído qualquer outro curso de nível superior.

Para fazer a atualização cadastral ou inscrição no CadÚnico, passo obrigatório para participar do programa, o estudante ou familiar pode procurar um Centro de Referência em Assistência Social (Cras) no município onde a família reside e solicitar o cadastramento. No caso do cadastro familiar, é importante ter uma pessoa responsável pela família para responder às perguntas do cadastro. Essa pessoa deve fazer parte da família, morar na mesma casa e ter pelo menos 16 anos. Também é possível fazer o cadastro individual.

Fonte: Secom

rui

Secretaria da Educação do Estado prorroga prazo de adesão ao Programa Todos pela Alfabetização

A Secretaria da Educação do Estado prorrogou até a próxima sexta-feira (10) o prazo para que as prefeituras e entidades dos movimentos social e sindical de toda a Bahia possam aderir à décima etapa do Programa Todos Pela Alfabetização (TOPA). Com o TOPA, 1,4 milhão de jovens acima de 15 anos, adultos e idosos, que não puderam efetuar os estudos na idade regular, foram alfabetizados na Bahia.

Para a adesão, as prefeituras já parceiras ou interessadas podem entrar em contato com o setor de Sistema do Programa TOPA, através do e-mail topa.sistema@educacao.ba.gov.br para posterior liberação de acesso ao Sistema Gestão TOPA. Em seguida, devem preencher o formulário, disponível no sistema pelo site www3.sec.ba.gov.br/gsec/gestaotopa, e imprimir duas vias do Termo de Adesão assinadas pelo prefeito e secretário municipal de educação. O termo e a documentação devem ser encaminhados, via Sedex, para a Coordenação de Avaliação e Monitoramento do Programa TOPA, até às 18h, da data limite, para o seguinte endereço: Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Coordenação de Programa Especiais (COPE), Programa Todos pela Alfabetização (TOPA), Avenida Luiz Viana Filho, nº 550, 5ª Avenida, 4º andar, Centro Administrativo da Bahia – CAB/Salvador – BA, CEP: 41.745-004.

Com relação às entidades que tenham interesse em firmar a parceria com o Programa, devem se dirigir aos Núcleos Territoriais de Educação (NTE) e procurar o supervisor territorial para o processo de adesão. Posteriormente, a Coordenação de Avaliação e Monitoramento enviará ofício informando sobre a aprovação ou não da entidade. Caso sejam aprovadas, as instituições parceiras serão autorizadas a realizar o cadastramento dos alfabetizandos, a partir da definição de metas para cada município, pela Coordenação Geral do programa.

Fotos: Divulgação

Topa   (299)

Estudantes da rede estadual do Território do Sisal se destacam na redação do ENEM

Estudantes da rede estadual de diferentes regiões da Bahia se destacaram no Exame Nacional do Ensino Médio. A estudante Thaylane Gleice Santos, 17, do Colégio Estadual 30 de Junho, em Serrinha, localizado no Nordeste Baiano (183 Km de Salvador), fez 940 pontos na redação. Já João Vitor Cavalcante Aleixo, 17, morador do povoado Maceté, zona rural do município de Quijingue, na Região Sisaleira da Bahia (337 km da capital baiana) e estudante do Anexo do Colégio Estadual São Sebastião, fez 920 pontos na redação do ENEM.

A jovem Thaylane está realizada. “Posso garantir que 2016 foi o ano que mais me dediquei aos estudos. Além das aulas, assisti a diversos vídeos que contribuíram para aprimorar o meu conhecimento”, revela, ao avaliar o tema da redação sobre intolerância religiosa. “Acho que tive um bom desempenho devido a citação de diversos autores para embasar os meus argumentos. Até porque gosto muito de ler e na minha casa tem muitos livros, influenciados por minha mãe, professora de História, e meu pai”, conta. Thaylane aguarda retorno das universidades para escolher a futura profissão. “Já fui aceita no curso de História da Universidade Estadual de Feira de Santana (Uefs) e estou esperando o resutado do Sistema de Seleção Unificada (SISU) e do Programa Universidade para Todos (ProUni), onde pretendo escolher entre Direito e Jornalismo,” destacou.

16326842_1093453820763591_703040919_o (1)

Estudantes promovem encontro sobre sustentabilidade em Santaluz

Os estudantes do Centro Estadual de Educação Profissional do Campo Paulo Freire (CEEP), localizado em Santaluz, no Nordeste baiano (258 km de Salvador) participaram, nesta sexta-feira (20), do I Eco Encontro. A iniciativa envolveu as turmas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), dos cursos de Agricultor Orgânico, Produtor Agropecuário e Agente de Desenvolvimento Social Ambiental. A atividade, que teve como tema “Sustentabilidade em Foco”, contou com palestras, debates e apresentação teatral.

De acordo com o vice-diretor do CEEP, Crispim Nelson da Silva, o objetivo foi promover a integração entre as diferentes turmas e cursos do Pronatec. “A iniciativa visa desenvolver atitudes responsáveis de cuidado com a terra, no sentido de educar-se para educar as futuras gerações, além de reconstruir aprendizagens sobre a manutenção das práticas sustentáveis”, afirma o gestor.

Para Jéssica da Silva Reis, 16, que faz o curso de Produtor Agropecuário, o encontro foi importante para socializar conhecimentos. “Tivemos a oportunidade de conhecer experiências realizadas em cada curso e que são importantes para o nosso aprendizado”, garante.

O estudante Bruno Oliveira Santana, 17, do curso de Agricultor Orgânico, aproveitou para aprender um pouco mais com os colegas dos demais cursos. “Trocamos ideias sobre manejo e práticas das experiências trabalhadas em campo e na sala de aula. Entre os exemplos estão os defensivos naturais produzidos com ingredientes como pimenta, fumo, cinzas e adubos líquidos feitos com restos de alimentos e água”, explica.

eco-encontro-ceep-do-campo-paulo-freire-foto-arquivo-pessoal-4 eco-encontro-ceep-do-campo-paulo-freire-foto-arquivo-pessoal-5 eco-encontro-ceep-do-campo-paulo-freire-foto-arquivo-pessoal-9